Segunda-feira, 14 de Maio de 2012
#desenvolvimentos11

 Como foi referido no post anterior, definimos recentemente o capítulo que faltava ao nosso documentário. Este capítulo vai responder a uma questão crucial: Como é que uma criança é classificada como tendo necessidades educativas especiais?

Vamos deixar aqui um pequeno resumo do processo que envolve essa classificação:

 

Em primeiro lugar, há uma sinalização por parte do professor, ou por suspeita de que a criança tem necessidades educativas especiais (NEE) ou por mero pedido de acompanhamento psicológico.

É feita a avaliação pelo psicólogo (cognitiva, desenvolvimental e emocional). Quando a criança não tem nenhuma limitação imediata, como surdez por exemplo, em que é considerada automaticamente NEE, a criança tem que ter 50% ou mais de intensidade em pelos menos 3 indicadores do CIF. O CIF é a Classificação Internacional de funcionalidade, incapacidade e saúde, e mede a intensidade das dificuldades das crianças numa escala qualitativa (nenhuma dificuldade, dificuldade ligeira, dificuldade moderada, dificuldade grave e dificuldade completa).

Quem avalia as funções e estatura do corpo são exclusivamente os médicos e os psicólogos. No entanto, para uma criança passar para o nível 3 (NEE) é preciso uma avaliação de uma equipa multidisciplinar que inclui, para além do médico e do psicólogo referidos anteriormente, um terapeuta da fala e um professor do ensino especial.

Como é um diagnóstico que implica uma grande responsabilidade, uma vez que uma criança que seja considerada de nível 3 (NEE), nunca mais deixa de o ser, é necessário fazer uma avaliação cuidadosa, não só á criança mas também aos pais e professor.

Quando após avaliação o psicólogo acha que a criança tem NEE, o professor que fez a sinalização deve abrir um processo de referenciação.

Além da questão do processo de classificação destas crianças surge uma outra questão: Uma criança depois de ser classificada com tendo NEE, nunca mais deixa de ter essa classificação ao longo da sua vida escolar, independetemente da sua evolução. Até que ponto é correto classificar terminantemente uma criança? Como se sentem as pessoas que dão o juízo final numa questão que exige tanta responsabilidade?

É neste tipo de questões que nos vamos debruçar neste capítulo do documentário "Sou diferente e depois?"

Para quem quiser saber um pouco mais sobre este assunto, deixamos aqui um documento sobre o processo de classificação destas crianças.

 

 

Open publication - Free publishing



Domingo, 13 de Maio de 2012
#orientação09

Esta semana a nossa reunião de orientação realizou-se na Quinta-feira de manhã. Pusemos o professor/orientador Mário Vairinhos a par das filmagens que realizamos durante a semana e ele deu-nos o seu feedback. Além disso definimos o capítulo que andávamos à procura para finalizar o nosso documentário  e em breve daremos mais informações sobre este assunto.

Esta semana vamos continuar a dedicar-nos às filmagens na Escola Básica de Vagos e realizar os bloopers do teaser.

 




Sexta-feira, 11 de Maio de 2012
#entrega05 - protótipo de alta-fidelidade

Boa noite, segue em anexo o documento que acompanha a entrega do protótipo de alta-fidelidade. Este documento contêm todas as explicações de todas as opções por nos tomadas, todos os passos que seguimos para chegarmos a este protótipo, o teaser.

Esta entrega foi crucial ao desenvolvimento/avanço para o projecto final. Consciencializou-nos dos problemas que poderíamos ter e de como os evitar.

Open publication - Free publishing
 
 

Na aula de dia 14, com a autorização do professor Hélder Caixinha, procedemos a uma edição do post de entrega, de modo a colocar o documento de apoio ao protótipo de alta fidelidade em formato de revista e o teaser "embebido".

 

Cumprimentos,

"Sou diferente, e depois?"



publicado por anacouceiro às 22:02
editado por anapgmartins em 14/05/2012 às 11:36
link do post | comentar | adicionar aos favoritos

Quarta-feira, 9 de Maio de 2012
#desenvolvimentos10
Ontem foi o Dia dos Sorrisos na Escola Básica de Vagos. As crianças da sala dos Afectos fizeram um desfile pelos corredores da escola, sala de professores e sala dos directores e distribuiram sorrisos a todos os que por ali se encontravam. Aqui ficam algumas fotos deste momento.

 

 




Segunda-feira, 7 de Maio de 2012
#aula09

A aula de hoje foi dedicada à continuação do desenvolvimento do protótipo de alta fidelidade. Contudo, para nós esta aula foi bastante diferente pois tivemos que utilizar o horário da aula para irmos fazer gravações.

Os meninos com necessidades educativas especiais da Escola Básica de Vagos só se encontravam nas instalações da parte da manhã e, como tal, temos que aproveitar todos os momentos que nos são dados para fazer as gravações para o teaser e para o documentário final.

Neste momento as filmagens para a entrega de Sexta-feira já estão completamente concluídas e encontramo-nos agora em fase de pós-produção.

Apesar da agitação das gravações, no final do dia voltamos ao DeCA para falarmos um pouco com os professores Benjamim Júnior e Ivo Fernandes. Estivemos a colocá-los a par do desenvolvimento do teaser, bem como da estratégia implementada ao nível das ferramentas de divulgação, nomeadamente do Facebook.

O professor Ivo fez alguns reparos em relação ao logótipo desenvolvido e à nossa identidade visual. Esta terá que estar presente, e de forma melhorada, nas infografias do teaser.

Amanhã de manhã vamos voltar a deslocar-nos a Vagos para filmarmos um desfile que as crianças NEE vão fazer, juntamente com as suas professoras. Em breve colocaremos aqui algumas fotos.

 




Sexta-feira, 4 de Maio de 2012
#orientação08

Ontem foi dia de reunião com o nosso orientador.

Durante o dia estivemos com problemas na exportação da gravação que fizemos para o protótipo de alta fidelidade. Felizmente ao final do dia, com a ajuda do nosso orientador, conseguimos solucionar o problema.

Uma vez que a gravação foi feita com a dimensão de 1440 x 1080, para a proporção de 16:9, tivemos que manter essas dimensões para a exportação do vídeo, caso contrário a imagem ficava distorcida. Além disso, tivemos que alterar o formato do ficheiro final para Quicktime, pois em AVI a qualidade do vídeo áquem do pretendido. Para a compressão do ficheiro utilizamos o compressor Vídeo MPEG-4.

A tabela que se segue mostra as especificações do formato HDV (High Definition Digital Video), que é o formato de gravação de vídeo de alta definição que estamos a utilizar.

 

Esta tabela foi retirada do seguinte site: http://www.hdv-info.org/

Além disto, foram debatidas as gravações das crianças que se vão realizar na próxima semana, uma vez que já obtivemos as autorizações necessárias.




.Copyright
© 2012 "Sou diferente e depois?" All Rights Reserved
.Copyright
© 2012 "Sou diferente e depois?" All Rights Reserved
.mais sobre mim
.Junho 2012
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
12
13
14
16

17
18
20
21
23

24
25
26
27
28
29
30


.pesquisar neste blog
 
.posts recentes

. #entrega final - Estratég...

. #orientação12

. #desenvolvimentos16

. #versão beta

. #entrega06 e teste

. #orientação11

. #desenvolvimentos15

. #aula13

. #desenvolvimentos14

. #desenvolvimentos13

.arquivos

. Junho 2012

. Maio 2012

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

.tags

. todas as tags

.as minhas fotos
.participar

. participe neste blog

blogs SAPO
.subscrever feeds